Historial

A Fundação Cidade de Lisboa surgiu da iniciativa do Engº Nuno Krus Abecasis e do empenhamento cidadão de vinte e três personalidades, que aceitaram o encargo de construir, valorizar e divulgar a Cidade, as suas ligações com Portugal e com outras cidades do mundo, tornando-a, cada dia mais, um grande e aberto centro de convívio e de realização pessoal, aproximando todos os falantes da língua de Camões, não só pela expressão, mas também pelos profundos sentimentos humanitários partilhados e que em todos se manifestam.

 

A Fundação Cidade Lisboa é uma Instituição de Direito Privado, constituída por Escritura Pública em 10 de Janeiro de 1989 e reconhecida por Portaria publicada no Diário da República, II Série, nº 92, de 20/04/89;

É uma Instituição de Utilidade Pública, por Declaração publicada no Diário da República,  II Série, nº 166,  de 21/07/89;

Os seus estatutos foram publicados no Diário da República, III Série, nº 104, de 06/05/89 e posteriores alterações, no Diário da República, II Série, nº 66 de 19/03/97;

As suas actividades foram reconhecidas de superior interesse cultural pelo Ministério da Cultura, estando, assim, ao abrigo da Lei do Mecenato;

É uma Organização Não-Governamental para o Desenvolvimento, reconhecida como tal pelo Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento;

Está representada no Conselho de Administração e de Patronos da Fundação Arpad Szénes-Vieira da Silva, no Conselho de Curadores da Fundação Manuel Cargaleiro e é membro fundador da Fundação Portugal - África;

É membro do Centro Português de Fundações, do European Foundation Centre e da Plataforma das ONGDs Portuguesas;

Tem como seu Presidente Honorário, S. Exa. o Presidente da República.